A PANDEMIA DA OPORTUNIDADE: COMO ATUEI NOS BASTIDORES DA EDUCAÇÃO FÍSICA, Por KIM SAMUEL



O Blog 100% Esporte foi conversar com o amigo e Professor Kim Samuel que teve destaque na atuação pro Educação Física na Pandemia e se " redescobriu " neste momento tão complicado. Nos momentos difíceis os grandes líderes aparecem. A equipe do 100% Esporte deseja sucesso ao Kim e que nossa Educação Física siga sendo muito bem representada em suas mãos. Segue o texto enviado por ele, que sirva de inspiração a todos aqueles que querem realizar mudanças profissionais.


Sigam o Kim no insta:

@professorkimsamuel

https://instagram.com/professorkimsamuel?utm_medium=copy_link


Boa leitura!

Abraço do Kaster



* Por Professor Kim Samuel


Quero aqui narrar como passei por cima da pandemia e como descobri que sou muito mais do que um Profissional de Educação Física de sala de aula e um gestor de academias. Oportunidades para crescer, aperfeiçoar, se reinventar e conhecer pessoas influentes. todos temos. Basta sermos persistentes, amar o que fazemos, fazer pelo bem coletivo e correr atrás de nossos ideais.


Toda mudança requer análise criteriosa e em todos os ângulos. Momentos longe da família e de extremo estresse onde você não sabe o que pode vir pela frente no dia seguinte. A pandemia do Covid-19 me fez conhecer um lado que não imaginava ser tão importante quanto estar na linha de frente. Mais do que simplesmente dar aulas, atuar nos bastidores da profissão me fez viver rodeados de pessoas com grandes méritos e grandes conhecimentos das bases legais da Educação Física e do esporte.


No ano de 2020 muitas empresas tiveram suas portas fechadas e redução de oportunidades de trabalho para muitos colegas (eu estava neste meio) foi inevitável. Nesse momento eu precisava tomar uma decisão, ou eu esperava a incerteza de quando iria encerrar uma pandemia de um vírus extremamente transmissível, ou eu corria atrás de um sonho e me reinventaria, estudava mais e aparecer para o mundo como Profissional de Educação Física à quase 20 anos. Foi então que tive a oportunidade de iniciar essa trajetória a convite do Professor Claudio Franzen e do então Prefeito Nelson Marchezan Júnior como Coordenador de Esportes, Lazer e Eventos Esportivos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Mesmo que por um período muito curto, pude entender como o poder público atua na promoção de saúde, entretenimento e transformando vidas através do esporte. Os anos de estudos em gestão esportiva e a vida de prática dentro da Educação Física, foram meus grandes aliados nessa fase.


Em 2021, ao se encerrar o ciclo da prefeitura, inicia-se uma nova fase. No ano anterior, um grupo de representantes de entidades oficiais que chancelam a profissão se junta para criar o Comitê Estadual da Educação Física, onde voluntariamente me disponho a colaborar, utilizando todo o conhecimento e a influência adquirida neste período em que atuei na Diretoria Geral de Esportes de Porto Alegre. O principal propósito era levar ao maior número possível de municípios a proposta de implantação de uma lei que reconhece a atividade física e o exercício físico ministrado por um Profissional de Educação Física como essencial em períodos de pandemia ou epidemias por moléstias contagiosas e catástrofes naturais. A partir daí foram inúmeras reuniões com prefeitos e vereadores de todo o estado para propor a tramitação desse projeto de lei, que já tramitava a nível estadual (sendo aprovado e sancionado em março de 2021) e ainda tramita a nível federal. Neste mesmo período, surge o convite para prosseguir atuando pelo esporte e pela Educação Física, mas agora na esfera federal, assumindo como assessor parlamentar do Deputado Federal Nereu Crispim, que compõe a Comissão Parlamentar do Esporte da Câmara Federal, onde desde então atuo nas pautas ligadas ao esporte, promoção de saúde e educação. Logo em seguida, já no início do segundo semestre deste ano, o convite para assumir a diretoria de uma associação esportiva em Porto Alegre, onde ocupo o cargo de 2º secretário e Vice-presidente da Comissão Desportiva. Mais uma vez, o mérito por acreditar na Educação Física além das fronteiras da sala de aula.


Temos um grande desafio pela frente que é fazer com que a população enxergue o Profissional de Educação Física como sendo essencial em todas as fases de sua vida. Culturalmente, algumas pessoas têm como referência aquele que se destaca por seus músculos ou por seu histórico desportivo, achando que este é o melhor e mais capacitado profissional para cuidar de sua saúde. Ou então por possivelmente terem vivenciado experiências negativas com a falta de gestão de algumas empresas que visam apresentar um espaço de qualidade, mas sem um serviço de qualidade. O não atendimento, a ingerência, a falta de preparo alguns profissionais são alguns dos fatores pelos quais agora precisamos intervir para dar uma nova cara e um melhor suporte a nossos colegas no exercício de nossa real função de profissionais da saúde (vide portaria 218 do Conselho Nacional de Saúde) que presta um serviço essencial à população.


O ano de 2022 reserva grandes surpresas para nossa Educação Física. Temos grandes oportunidades surgindo e precisamos estar alinhados e preparados para receber essas pessoas que virão a utilizar nosso serviço como tratamento pós-covid, rever nossos posicionamentos frente ao mercado e nos esclarecer em relação às diretrizes que regem legalmente nossa profissão. Temos vacina, temos conhecimento e reconhecimento. Precisamos de todos os colegas lutando lado a lado para reconquistarmos nosso espaço na vida das pessoas.

9 comentários