EMPREENDER NA EDUCAÇÃO FÍSICA! Por onde começar?


Quem já pensou em ter seu próprio negócio, mas não soube por onde começar? Atualmente é muito comum se tornar um “PJ”, abrir uma empresa e ser o dono do próprio negócio. Na área da Educação Física, existem centenas, talvez milhares de iniciativas bem-sucedidas, onde os profissionais viraram empresários de um segmento, transformando suas habilidades técnicas em uma empresa de sucesso.

Colocar uma ideia em prática, e efetivamente transformar a mesma em uma fonte de renda, não é tão simples como parece, sendo necessário cumprir com algumas etapas importantes, desde a concepção da atividade até a execução na ponta, na entrega do serviço ao cliente. Para quem está pensando em ter uma vida empreendedora e assumir o “comando do navio”, é fundamental conhecer a jornada empreendedora, cumprindo com um "checklist", o qual considero a base para iniciar esta carreira com muitos desafios, aprendizados, bem como, de satisfação profissional e pessoal também.

Separei algumas dicas iniciais, para os profissionais que desejam abrir seu próprio negócio. Reconheça suas Habilidades: Para otimizar tempo e recursos, colocar uma ideia em prática e trazer os primeiros resultados, o primeiro passo do empreendedor é reconhecer suas habilidades pessoais e técnicas, explorando suas principais características, conhecimentos e habilidades, facilitando a geração de valor para as pessoas que receberão o seu serviço.

Aproveite o aprendizado e as vivências já adquiridas na sua trajetória profissional, auxiliando a implementar a atividade da sua empresa, com maior prazer e segurança, ambos necessários para seguir em frente.


Faça um Planejamento Dar os primeiros passos, significa um desafio de cada vez, ou seja, é importante ter a clareza da onde você quer chegar, dividindo estas etapas em atividades dentro de um planejamento. Se você, por exemplo, pensa em abrir um Stúdio de Funcional, uma Academia ou uma Escola Esportiva, é importante saber que nada nasce pronto do dia para noite, sendo essencial fazer um bom planejamento, que consiga antecipar tarefas que precisam ser executadas, como a escolha do ponto comercial, o orçamento de materiais e equipamentos que precisará para montar o seu espaço, entender quais os conhecimentos e parcerias que este negócio necessita para suprir as demandas operacionais. Neste caso, caso você ainda não domine as ferramentas de planejamento, indico que você agregue estes conhecimentos com a entrada de outro (s) sócio (s) ou com consultorias terceirizadas que darão o apoio necessário para o bom planejamento.

Inicie e Aprenda Esta é uma etapa bem delicada no empreendedorismo, onde é comum que o empreendedor não sinta se preparado para começar, criando barreiras e procrastinando o início da sua empresa. Um dos motivos mais comuns é sempre estar faltando algo para ficar “perfeito” e isso posso dizer com muita certeza, NÃO EXISTE. Sempre podemos melhorar um processo, um produto/serviço ou um ambiente físico, assim, é fundamental iniciar com o mínimo viável para colocar em prática a sua ideia. Utilize os recursos que possui, com os aprendizados que adquiriu até o momento, colocando em prática e ficando aberto a novos aprendizados. Aprenda a valorizar a aprendizagem no seu que terá pela frente, desta forma, as situações que você não tiver o resultado esperado servirão como aprendizados, onde você poderá fazer diferente em uma próxima oportunidade, fortalecendo o empreendedor para novos desafios.


Busque Parcerias

Por vezes o empreendedor de primeira viagem, ainda não visualiza todos os processos da sua empresa, achando que conseguirá fazer tudo ou quase tudo sozinho. Ao se deparar com as primeiras situações sem respostas, torna se fundamental entender o quanto estas situações irão se repetir com o tempo, e o quanto isso poderá impactar no resultado da sua empresa. Assim, caso você visualize com antecedência a necessidade de agregar outras expertises no seu negócio, busque as antes de começar podendo ser, uma sociedade, parcerias chave ou inclusive com a contratação direta ou terceirizada destes profissionais, que trarão estes conhecimentos que otimizarão a entrega dos serviços aos seus alunos.

Um bom exemplo da incorporação destes conhecimentos é o serviço prestado por contadores, os quais são considerados atividades meio de uma empresa, ou seja, enquanto estes parceiros


cuidam das atividades contábeis e você estará focado na atividade fim do seu negócio, daquilo que efetivamente seu cliente irá consumir.


Acompanhe os resultados Aquela tradicional frase que “ O gado engorda com o olho do dono” é uma grande realidade. O empreendedor precisa entender que não poderá ser apenas um bom profissional, ele precisará também ser um bom gestor, acompanhando os indicadores e resultados da sua equipe como também do seu negócio, compreendendo que a velocidade da correção ou melhoria de um processo poderá ser um fator determinante para o sucesso da sua empresa.

Enfim, comece acreditando em você, planeje se, busque parcerias ou coloque sua ideia em prática primeiro e depois aproxime se de pessoas que podem agregar no seu negócio, aprenda com os erros e acompanhe os resultados com muito cuidado e zelo, colhendo os frutos desta grande jornada.

Espero que este papo empreendedor tenha ajudado você. Sucesso sempre! Abraços, Márcio Cardoso Papo Empreendedor Empreendedor e Mentor Insta: @marciocardoso_emp


149 visualizações2 comentários