Profissional de Educação fisica com cref em dia que atenda os requisitos poderá receber R$800,00

* foto Chico Santana * Fonte SEL


O Blog 100% Esporte trás as informações necessárias para que os Profissionais de Educação Fisica possam solicitar o apoio emergencial. Confira a notícia enviada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Esportes e Lazer do RS:



Com intuito de fortalecer o Esporte no Estado do Rio Grande do Sul e atenuar o impacto da pandemia no setor e com a finalidade de beneficiar os profissionais do segmento de educação física, o governo do Estado, por meio da Secretaria do Esporte e Lazer (SEL), está implementando o Auxílio Emergencial do Esporte. O decreto que cria o Auxílio Emergencial para profissionais do Esporte e da Cultura foi assinado pelo governador Eduardo Leite, nesta quarta-feira (30), em cerimônia realizada no Palácio Piratini. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte e Fundo de Apoio à Cultura e convênios com as prefeituras gaúchas.

O auxílio vai beneficiar 7.700 profissionais de educação física com o valor de R$ 800,00. Desse total, R$ 600,00 (75%) será repassado pela SEL e os outros R$ 200,00 (25%) pelas prefeituras. O auxílio do esporte será pago em parcela única.

Os profissionais de educação física podem procurar a prefeitura de sua cidade para se inscreverem no Auxílio Emergencial. Caberá ao município verificar a documentação necessária e conferir se o profissional está ativo junto ao conselho de classe. Para aderir ao benefício, os inscritos deverão seguir os seguintes critérios: comprovar ser profissional de educação física ativo no Conselho Regional de Educação Física do RS (CREF) , apresentar comprovante de endereço e documento de identificação com foto, não estar recebendo aposentadoria ou pensão, residir em município conveniado e ter conta no Banrisul. O decreto já estipula que pessoas com vínculo empregatício, servidores públicos, aposentados ou pensionistas e com menos de 18 anos são inaptas ao benefício. Em contrapartida, os beneficiários poderão ser chamados para prestar serviço comunitário ligado ao esporte junto ao município conveniado, totalizando carga horária de até 20 horas. O secretário do Esporte e Lazer, Danrlei de Deus destacou a importância do auxilio, especialmente neste momento: “Os profissionais recebem uma ajuda para atravessar este momento difícil, e ao mesmo tempo contemplam a população com sua experiência e sua capacidade técnica. O fato de haver uma contrapartida também ajuda a elevar a autoestima, uma vez que eles trabalharão para receber o benefício. Sabemos que há muito a ser feito para que o esporte retome a normalidade possível, por isso seguiremos atuando na adoção de iniciativas que ajudem a dar um novo impulso ao setor”, afirmou.

317 visualizações2 comentários